(19) 97 102-2464

NO AR

Arena 102

Com JEANE TENÓRIO

Brasil

Sertãozinho - Foguetes em sala de aula? Estudantes criam protótipos de olho em Olimpíada Brasileira de Astronomia

Publicada em 15/05/24 às 06:49h

por https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2024/05/14/estudantes-constroem-foguetes-em-sala-de-aula-para-disputa-de-ciencias-com-objetivo-de-recorde-em-sertaozinho-sp.ghtml?utm_source=whats


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução/EPTV)

Construir foguetes em sala de aula? No Instituto Federal de São Paulo (IFSP) em Sertãozinho, as aulas de matemática, química e física resultaram em uma atividade curiosa que conquistou os estudantes. Com base em tudo que aprenderam nas disciplinas, eles desenvolveram protótipos e, agora, vão lançá-los de olho na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA).                          A turma, supervisionada pelo professor de física Ailton Vasconcelos da Cunha, participa da 18ª Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog), etapa escolar que habilita os melhores de todo o país para a OBA. Nela, os estudantes precisam construir e lançar pequenos foguetes a partir de uma base fixa ao chão e que devem percorrer a maior distância possível - o que hoje corresponde a algumas centenas de metros.                                                             

O objetivo é despertar nos alunos o interesse por astronáutica, física e astronomia.                                                                                                              

Na sala de aula, eles usam garrafas retornáveis como matéria-prima. Outras peças podem ser feitas por impressão 3D, para tentar fazer com que o desempenho dos protótipos supere as expectativas.                                                                                                                                        

O combustível usado é uma mistura, em qualquer proporção, de vinagre (com concentração de 4% de ácido acético) e bicarbonato de sódio (puro ou contido no fermento em pó).                                

O professor Ailton Vasconcelos da Cunha disse que os estudantes participam há três anos da Mobfog e os resultados têm alçado os jovens a voos mais longos. Em 2023, uma das equipes de Sertãozinho foi vice-campeã nacional no Rio de Janeiro.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


 
Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(19) 97 102-2464

Copyright (c) 2024 - 102esertaneja
Converse conosco pelo Whatsapp!